segunda-feira, junho 13, 2005

Até Sempre... Eugénio de Andrade

Do Porto para a Imortalidade ...


Eugénio de Andrade 1923 - 2005

Urgentemente

É urgente o Amor,
É urgente um barco no mar.
É urgente destruir certas palavras
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.
É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.
Cai o silêncio nos ombros,
e a luz impura até doer.
É urgente o amor,
É urgente permanecer.

Eugénio de Andrade - 18/06/01



5 Comments:

Blogger Humor Negro said...

Obrigado pela visita Pedro, volta sempre. Em relação ao José Fontinha aka Eugénio de Andrade, teve o azar de falecer no mesmo dia do blockbuster Cunhal, e não teve o destaque que a sua genialidade mereceria.

segunda-feira, junho 13, 2005 11:59:00 da tarde  
Blogger Eva said...

Sim é urgente, no entanto não é assim tão fácil.

terça-feira, junho 14, 2005 1:33:00 da tarde  
Blogger Rita said...

Pedro,

Obrigada pelo poema que deixaste no meu blog.

A poesia de Eugènio de Andrade fascina-me e nunca me cansa.

Até breve, espero.

terça-feira, junho 14, 2005 10:19:00 da tarde  
Blogger musqueteira said...

Fica a Obra, quando o artista parte;)

quarta-feira, junho 15, 2005 11:31:00 da tarde  
Blogger kiko said...

Como ele próprio diria: "Merda para a paisagem... as palavras, as palavras são importantes!"

quinta-feira, junho 16, 2005 8:46:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home